Loja de Ideias Jornalismo e Arte

O que seria do mundo sem uma boa edição?

Tira-dúvidas

A Língua Portuguesa tem muitas armadilhas nas quais mesmo os redatores mais experientes podem cair. Um “porque” emendado quando deveria ser separado, um “ao encontro de” quando o correto seria “de encontro a”, um “pôr em cheque” em lugar de “pôr em xeque”… Percalços não faltam, e é sempre bom ficar atento a todos os detalhes ao redigir ou revisar, para não cometer gafes que podem acabar ofuscando o brilho do texto final.

Para ajudar seus clientes e parceiros a evitarem os erros mais comuns, a Loja de Ideias preparou esta pequena cartilha. Coloque o link em seus favoritos e recorra sempre que precisar. Para encontrar o que precisa, basta usar Control + F e procurar nos itens abaixo.

Se o que você está procurando não estiver aqui, fique à vontade para enviar por e-mail ou pelo formulário. Assim, iremos aperfeiçoando esta cartilha e tornando-a mais abrangente.

Abreviaturas de cargos e pronomes de tratamento
Dr. (doutor)
Eng. (engenheiro)
Prof. (professor)
Exmo. (excelentíssimo)

Obs. 1: não usar profº, engº, etc.
Obs. 2: Use sempre em minúsculas quando dentro das frases.
Obs. 3: A forma correta de qualificar o médico e o advogado é como médico ou advogado. O médico Fulano de Tal, o advogado Sicrano, o pneumologista Beltrano. O tratamento “doutor” (com letra minúscula), referindo-se a um título acadêmico, fica reservado (e mesmo assim não como forma de tratamento) apenas para designar quem efetivamente tenha concluído pós-graduação em nível de doutoramento (Fulano é doutor em Ciência da Computação).

Abreviaturas de símbolos e medidas
100 gramas – 100 g
10 quilos – 10 kg
20 metros – 20 m
15 litros – 15 l
100 toneladas – 100 t
(As abreviaturas vêm sempre separadas por espaço, sem ponto e em minúsculas. As exceções são as horas: 12h, 15h, etc. — veja tópico específico Tempo - Horas inteiras)

“Ao encontro de” e “de encontro a”
Ao encontro de: a favor de. Seu projeto veio ao encontro de nossas necessidades.
De encontro a: contra alguma coisa. Recusei a oferta porque vai de encontro aos meus princípios.

“À medida que” e “à medida em que”
À medida que é o mesmo que “à proporção que”. À medida que eu envelheço, vou ficando cada vez mais sábio. / A rua foi inundando à medida que a chuva aumentava.
Na medida em que indica uma causa, significando “tendo em vista que”, “já que”. Não conseguimos o empréstimo, na medida em que não temos crédito na praça. / Na medida em que não há provas contra o acusado, ele deve ser solto.

“A par” e “ao par”
A par significa “estar ciente de”. Estava a par das mudanças ortográficas.
Ao par é termo contábil raramente usado, que significa “pelo valor nominal (algo que não teve ágio)”. As ações foram cotadas ao par.

“A princípio” e “em princípio”
A princípio significa “no começo”, “inicialmente”. A princípio, ela era muito gentil. / A princípio, o funcionário chegava no horário.
Em princípio significa “em tese”. Em princípio, sou contra o uso de células-tronco.

“Afim” e “a fim”
Afim indica algo semelhante, um parentesco, uma afinidade. Temos muitos projetos afins. João é muito afim a sua família.
A fim é locução que indica finalidade. Fui ao restaurante a fim de comer um filé. / Mudamos de cidade, a fim de melhorar de vida (atenção, no plural a expressão não muda).

Bastante
Invariável como advérbio (sentido de “muito”). Eram dias bastante quentes.
Variável como pronome adjetivo (“muitos”, “vários”). Não temos bastantes livros.

Boas-vindas
Bem-vindos a 2018 (sem crase)
Bem-vindos a bordo (sem crase)
Bem-vindos a São Paulo (sem crase)
Bem-vindos à lua de mel (com crase)
Bem-vindo à noite sorocabana (com crase)
Obs.: não se usa crase antes de substantivo masculino (por exemplo: o ano de 2018, bordo) nem diante de nome de cidade (Sorocaba, Paris, etc.).

Caro e barato
Invariáveis como advérbios. Os livros custaram muito caro. / As roupas novas saíram barato.
Variáveis, quando usados como adjetivo. Os livros eram muito caros. / Usava roupas baratas.

“Cerca de”, “a cerca de”, “acerca de” e “há cerca de”
Cerca de significa “aproximadamente”. Comeram cerca de 2 kg de cereal. / Havia cerca de 20 mil pessoas na praça.
A cerca de também passa a ideia de aproximação, e é mais usado para distâncias. O tiro atingiu o alvo a cerca de 100 m de distância.
Acerca de é “sobre”, “relativo a”. Não gosto de discutir acerca de religião. / Conversamos acerca de nossos problemas.
Há cerca de é usado para falar de um tempo decorrido. O fato ocorreu há cerca de dois anos.

“Demais” e “de mais”
Demais é advérbio de intensidade que equivale a “muito”. Estava frio demais na minha sala.
De mais é locução prepositiva que tem o sentido oposto a “de menos”. Não havia dinheiro de mais, era a quantia acertada. / Não fiz nada de mais.

Em anexo
Invariável (não tem plural). Seguem em anexo os documentos solicitados.

“Em fim” e “enfim”
Em fim significa estar no final. Os professores estão em fim de carreira.
Enfim significa “finalmente”. Enfim vocês me convidaram para uma festa!

“Em vez de” e “ao invés de”
Em vez de: em lugar de alguma coisa. Em vez de casar, viajou para a Europa.
Ao invés de: ao contrário de. Ao invés de aprovar, como fora anunciado, rejeitaram o projeto.

“Este”, “esse”, “aquele”
O uso do este ou neste indica proximidade (física, geográfica, cronológica). Este ano eu ganhei menos. / Você gostou deste livro? / Foi aqui, neste mesmo lugar.
O uso de esse, nesse, aquele ou naquele indica distanciamento, objeto distante ou ação futura/passada. Dê-me esse livro que está aí. / Aquele ano foi terrível para mim. / Nesse ano (indicando um ano futuro) quero comprar a casa própria.

Haja vista
Invariável. O Brasil está mudando, haja vista a prisão de banqueiros e corruptos.

“Mal” e “mau”
Mal (contrário de bem) – Advérbio de modo, conjunção temporal ou substantivo. Mal eu cheguei, ela saiu. Vive-se muito mal nesta cidade. O mal está no coração dos homens.
Mau (contrário de bom) – Adjetivo que qualifica um substantivo. Ele é mau-caráter. Eu tive um mau agouro. Passamos por maus bocados.

“Mas” e “mais”
Mas equivale a “porém”, “contudo”. Eu planejava ir, mas desisti.
Mais indica intensidade. Hoje está mais quente que ontem.

Meio
Invariável como advérbio (no sentido de “um pouco”). Todos estavam meio tristes. / Ela estava meio bêbada.
Variável como numeral, significando “a metade de”. Aconteceu há meia hora. / Bebeu várias meias garrafas de vinho até ficar bêbado.

Menos
Invariável (não existe “menas”). Eu estava com menos disposição hoje de manhã.

“Onde” e “aonde”
Onde – verbos que não dão a ideia de movimento (equivale a lugar). Ex.: Onde estão os livros? Não sei onde encontrá-los.
Aonde – verbos que dão a ideia de movimento (equivale a “para onde”). Ex.: Aonde você vai? (Para onde você vai?) Aonde nos leva este ônibus? (Para onde nos leva este ônibus?)

Palavras parecidas

Flagrante (evidente, caloroso, inflamado)
Fragrante (perfumado, que tem fragrância)

Mandado (ordem escrita de certas autoridades)
Mandato (procuração, delegação)

Acender (iluminar)
Ascender (subir, elevar-se)

Pleito (litígio, disputa)
Preito (sujeição, homenagem)

Vultoso (volumoso)
Vultuoso (atacado de vultuosidade, aspecto da face)

Cheque (ordem de pagamento)
Xeque (jogada de xadrez) – Pôr em xeque: pressionar ou questionar alguém

Avalizado – que tem aval (endosso). O cheque foi avalizado pelo comerciante. / O espetáculo é avalizado por boas críticas.
Abalizado – sinalizado com balizas. E também pessoa de grande competência; idônea, notável.

Palavras traiçoeiras

CERTO  /  ERRADO

à disposição  /  a disposição
aterrissar  /  aterrisar
avalizar  /  avalisar
bel-prazer  /  bel prazer
beneficente  /  beneficiente
berinjela  /  beringela
cabeleireiro  /  cabelereiro
chope  /  chops
cinquenta  /  cincoenta
disenteria  /  desinteria
empecilho  /  impecilho
exceção  /  excessão
excelente  /  exelente
jiboia  /  giboia
lisonjeiro  /  lisongeiro
majestade  /  magestade
manjericão  /  mangericão
ojeriza  /  ogeriza
paralisar  /  paralizar
pechincha  /  pexincha ou pechinxa
piche  /  pixe
polui  /  polue
retribui  /  retribue
tigela  /  tijela
tigela  /  tijela
traje  /  trage
tudo a ver  /  tudo haver
vazão  /  vasão
veem  /  vêem
voo  /  vôo
xale (vestuário)  /  chale
xampu  /  shampoo
zoonoses  /  zoonozes

Plural de cores
Quando a palavra é composta por dois adjetivos, o segundo varia: camisa verde-escura, camisas amarelo-claras.
Se a formação for usada como substantivo, os dois elementos variam: o verde-claro, os verdes-claros; o azul-celeste, os azuis-celestes.
Nas palavras compostas formadas por adjetivo e substantivo ou vice-versa, nenhum dos elementos varia: camisas amarelo-canário, olhos verde-esmeralda.
Se a cor for representada por uma só palavra, esta irá para o plural se for um adjetivo e ficará no singular se for um substantivo: camisas cinzentas (adjetivo), camisas cinza (substantivo).

Possível (adjetivo)
Concorda com o artigo. Quero o carro mais rápido possível. / Contratamos as pessoas mais inteligentes possíveis.

“Por que”, “por quê”, “porque” e “porquê”
Em pergunta na ordem direta, separado e sem acento. Por que você não vai?
Em perguntas indiretas, separado e sem acento. Gostaria de saber por que você não vai.
Em afirmações, indicando o motivo, separado e sem acento. Eu sei por que você não vai.
Em substituição a “pelo qual” ou “pela qual”, separado e sem acento. Esta foi a razão por que ele se demitiu.
No final das frases interrogativas, separado e com circunflexo. Você não foi por quê?
No sentido de “pois”, uma só palavra e sem acento. Vejo que você sarou, porque está disposto. / Foi aprovado porque estudou.
Como substantivo, no sentido de “causa”, “motivo”, uma só palavra e com acento circunflexo. Quero saber o porquê de tanta intriga.

“Senão” e “se não”
Senão equivale a “caso contrário”. Volte, senão se arrependerá.
Senão também é substantivo, no sentido de empecilho, entrave. Não havia nenhum senão à aprovação do projeto.
Se não tem o sentido de “caso não” em orações adverbiais condicionais. Se não for por bem, será por mal.

“Sonhar em ter” e “sonhar ter”
Sonhar em ter é querer ter. Quem não sonha em ter uma boa casa? / Ela sonhava em ter seu próprio quarto.
Sonhar ter é imaginar ter alguma coisa. Ele sonha ter talento como seu pai.

Tal qual
Variável. Tal concorda com o sujeito, qual concorda com o termo referido. O menino age tal qual o pai. / Ele era tal quais os amigos.

Tempo – expressões
À meia-noite (com crase)
Ao meio-dia
Às 15h (com crase)
Daqui a 15 minutos (sem h e sem crase)
Daqui a pouco (sem crase e sem h)
Agora há pouco (com h)
De segunda a sexta (sem crase)
Das 8h às 17h30 (com crase)
Entre as 8h e as 17h30 (sem crase em “as”)
Às quintas e sextas (com crase)

Tempo – Horas inteiras
7h (“h” minúsculo junto do número) ou 7 horas
15h ou 15 horas
zero hora
(o) meio-dia
(a) meia-noite

Tempo – Horas fracionadas
7h15 (“h” minúsculo entre números, sem espaços)
15h45
0h30
meio-dia e meia
Errado: 07h15 (o “zero” inicial é dispensado)

Tempo – Meia-noite e zero hora
Estas duas expressões referem-se à mesma hora, porém meia-noite é o final de um dia e zero hora é o início de outro. Meia-noite de hoje é o mesmo que zero hora de amanhã.

Tempo – Duração dos períodos do dia
A madrugada vai de zero hora às 6h. A manhã, das 6h ao meio-dia. A tarde, das 12h às 18h, e a noite, das 18h à meia-noite.

 

%d blogueiros gostam disto: